Nivaldo Andrade, conselheiro do Instituto de Arquitetos do Brasil (IAB) tomou posse, na manhã da última quarta-feira (28), como membro do Conselho Consultivo do Patrimônio Nacional, vinculado ao Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN). Ele passa a representar o IAB na entidade, juntamente com  a arquiteta Flávia Brito, suplente do Instituto no conselho.

A nomeação de ambos para o conselho ocorreu durante a 176ª Reunião do Conselho Superior – COSU IAB, realizada nos dias 21 e 22 de outubro em Brasília. Além deles, outros profissionais de arquitetura foram oficializados como integrantes do conselho. Entre eles, Tânia Verri (ex-conselheira do IAB pelo Paraná), Nádia Somekh (ex-conselheira do IAB por São Paulo e ex-presidente do CAU/BR), Flavio Carsalade (presidente do ICOMOS Brasil ex-presidente do IAB-MG), Márcia Sant’Anna (IAB-BA)Sylvia Ficher e Eduardo Comas.

Dentre as pautas debatidas na reunião do Conselho Consultivo do Patrimônio Nacional, está a proposta de tombamento do Conjunto da Estação Júlio Prestes em São Paulo, aprovada por unanimidade, com parecer favorável da Arquiteta Nádia Somekh. Outros assuntos abordados foram a análise da proposta de tombamento do Terreiro Ilê Axé Icimimó Aganjú Didê (BA) e a avaliação do pedido de registro do Choro.

O conselho representa o mais alto órgão colegiado de decisão no IPHAN, responsável por deliberar sobre o tombamento de bens culturais materiais e o registro de bens culturais imateriais. Ele é composto por representantes de entidades governamentais federais, organizações profissionais e membros da sociedade civil. A partir deste ano, o Conselho também passa a incluir detentores de bens culturais e líderes de comunidades tradicionais, conforme destacado pelo IPHAN. Os conselheiros são selecionados com base em seu notório saber e comprovada experiência nas áreas relacionadas ao Patrimônio Cultural.