Museu da Imagem e do Som - MIS

Autor(es): Elizabeth Diller e Ricardo Scofidio (Diller Scofidio + Renfro)

Data: 12/05/2014

Capital cultural e turística do Brasil, o Rio de Janeiro, que por muitos séculos foi capital do Império e da República, vive um processo de intensa transformação econômica e social e busca recuperar sua influência nacional e internacional. A cidade, que abriga os maiores museus históricos do país e serve de palco para belos exemplares da arquitetura colonial, eclética, art decó, art nouveau e modernista, experimentou, nas últimas décadas, um período de grande decadência, desde que, não por coincidência, a capital da República foi transferida para Brasília. O modernismo, tão expressivo até a década de 1960 na cidade, marcou quase o fim do pensamento sobre a arquitetura na cidade, que sempre foi considerada a principal caixa de ressonância cultural do Brasil.

O escritório americano Diller Scofidio + Renfro venceu o concurso já no início de sua apresentação. Apesar de nunca terem visitado o Brasil, os arquitetos compreenderam a importância da rua para a cultura carioca e propuseram a construção de um boulevard vertical, que se ergue em toda a parte externa do edifício. A arquitetura proposta para o Museu da Imagem e do Som tem a praia de Copacabana como outra fonte de inspiração. Delimitado por uma grande parede de montanhas e evidenciado pelo marcante calçadão de Burle Marx, o litoral revela a complexa dinâmica da cidade, onde natureza e intervenções humanas estão intimamente associadas. O espaço público e o movimento descompromissado dos passeios a pé pela orla são, sem dúvida, elementos chaves da cultura carioca que foram incorporados ao projeto.
 

Clique aqui, e faça o download do projeto em PDF

Sobre:O resultado alcançado com o projeto do MIS é único. Além do casamento perfeito entre arquitetura, museografia e conteúdo, a própria cidade, seu cotidiano, sua expressividade artística, seus movimentos, colaboram para fazer do MIS um espaço singular. Em um dos endereços mais simbólicos do país, epicentro de nossa expressão cultural, o museu vai materializar aspectos sutis e inconscientes da forma “carioca” de ser. Com a construção da nova sede, o MIS deixa de ser apenas um centro de documentação e assume todas as características de um museu total – que envolve atividades de coleta, registro, identificação, preservação, conservação, estudo, classificação e devolução à comunidade de bens culturais –, resgatando assim a essência de sua proposta original.

Colaboradores

  • Índio da Costa A.U.D.T - Nacionalização do Projeto