“A versatilidade na atuação do arquiteto do século XXI” foi tema do bate-papo que contou com a participação da presidente do IAB, Maria Elisa Baptista, na Trienal de Arquitetura e Urbanismo, evento promovido pelo Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Rio Grande do Sul ( CAU/RS) em Porto Alegre (RS) entre os dias 16 e 19 de novembro. O painel teve a mediação da arquiteta Andrea Ilha, vice-presidente do CAU/RS; e como destaque a paulistana de 29 anos Stephanie Ribeiro, arquiteta, palestrante, feminista negra e uma voz ativa para dizer que o design de interiores e os arquitetos têm um papel importante a desempenhar na construção de uma sociedade mais igualitária.

Para Maria Elisa Baptista, a casa é o “corpo que habita a arquitetura”, e o arquiteto e urbanista tem a possibilidade de trabalhar junto à vida das pessoas, junto à rotina que é vivenciada nas residências. Andréa Ilha lembrou sobre os milhares de brasileiros que vivem em condições inapropriadas, em “casas doentes”. Ela resgatou a Lei nº 11.888/2008, que trata da Lei de Assistência Técnica para Habitação de Interesse Social (ATHIS) e de importantes iniciativas do CAU/RS, como o Nenhuma Casa sem Banheiro. “Garantir qualidade de vida e bem-estar é um direito de todos”, afirmou Stephanie.

“Na atualidade, uma das funções mais importantes da profissão talvez seja entrar na casa das pessoas e reconstruir os ambientes pensando em conforto, segurança e melhoria em qualidade de vida”, complementou Stephanie Ribeiro. A arquiteta ainda destacou que ter uma casa confortável não é um luxo, é um direito.

Confira o vídeo do evento:

 

Confira algumas fotos do evento: