Senador Pedro Simon, discursa contra o RDC

Data: 07/05/2014

Departamento: Nacional

Ontem, 06 de maio, o senador Pedro Simon (PMDB-RS) discursou contra a aprovação da Medida Provisória 630/2013, que visa estender o Regime Diferenciado de Contratações (RDC). Durante o pronunciamento, Pedro Simon leu o artigo do presidente do IAB, Sérgio Magalhães, publicado no jornal Folha de São Paulo, no dia 26 de abril, em que era explicado as desvantagens da aprovação da emenda, um dos exemplos citados foi a perda da qualidade nas obras públicas.
 
O senador alega que, caso seja aprovada, esta medida provisória seria o início da anarquia no país: "Foi feito com rapidez por causa da Copa do Mundo e mostrou que está errado. Está aí estádio custando três, quatro, cinco vezes mais. Estão aí todos os estádios praticamente inacabados. E com esse mau resultado querem estender isso para todas as obras. Com toda sinceridade, se essa matéria realmente for ao final, triste destino o do nosso país: anarquia generalizada nas obras públicas.".
 
O RDC é um assunto conturbado a ser votado no senado. Criado para acelerar a licitação de obras relacionadas à Copa do Mundo e aos Jogos Olímpicos, foi estendido também a obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), do Sistema Único de Saúde (SUS), de penitenciárias e do sistema público de ensino. Agora, o governo pretende ampliar o RDC para todas as licitações de obras das administrações públicas federal, estaduais e municipais. O aumento da abrangência do Regime deve ser definido nos próximos dias, com a votação da MP 630/2013 pelo Senado. 

Assista online o pronunciamento no site da TV Senado: http://bit.ly/1mDDE0Z
 

Post sem comentários! Comentar o post

Comentários (01)

O Senador disse : "Foi feito com rapidez por causa da Copa do Mundo e mostrou que está errado. Está aí estádio custando três, quatro, cinco vezes mais....

_ Porque então os nobres Senadores não vieram à público para que se paralisassem as obras e chamassem a polícia !!!

_ Ficaram quietinhos porque devem ter o rabo preso.., a verdade é essa !!!!!!!!!

responda esse comentário>>