Ministério da Cultura lança prêmio para estimular economia criativa

Autor: Assessoria de Comunicação MinC Data: 12/11/2014

Departamento: Nacional

A Secretaria da Economia Criativa do Ministério da Cultura (SEC/MinC) lançou, em outubro, edital de premiação de plataformas que reconhecerá iniciativas de internacionalização da cultura brasileira. Serão premiados redes, encontros, festivais ou portais online que atuem continuamente na difusão e circulação de produtos culturais brasileiros no exterior e/ou que promovam a presença de curadores, distribuidores e produtores estrangeiros no Brasil.

O edital selecionará 20 iniciativas com até R$ 90 mil cada para fomentar atividades voltadas para a internacionalização da cultura brasileira. O recurso pode ser aplicado em encontros, apresentação presencial de produtos culturais e criativos brasileiros, divulgação virtual de produtos culturais e criativos brasileiros, atividades formativas com troca de experiências e/ou técnicas e rodadas de negócios culturais/criativos.

O valor total do edital é de R$1,8 milhão e podem concorrer pessoasjurídicas, com ou sem fins lucrativos. Os proponentes devem apresentar portfólio de atividades, que comprovem a atuação por mais de três anos neste mercado, além de proposta de aplicação dos recursos. Instituições de todos os segmentos criativos podem se inscrever: artes cênicas, música, artes visuais, literatura e mercado editorial, audiovisual, animação, games, software aplicado à economia criativa, publicidade, rádio, TV, moda, arquitetura, design, gastronomia, cultura popular, artesanato, entretenimento, eventos e turismo cultural.

O prêmio integra o Programa Conexão Cultura Brasil, que tem por objetivo promover a presença de artistas e empreendedores brasileiros em eventos artísticos e de negócios culturais e em atividades de formação (cursos e estágios) realizados no Brasil e no exterior.
 
Últimas notícias:

IAB anuncia vencedores de concurso para projeto do Anexo da Biblioteca Nacional na Região Portuária nesta sexta-feira
Casa Fluminense lança campanha para discutir segurança pública na Baixada
​Carreira de arquiteto pode ser considerada de Estado

Post sem comentários! Comentar o post