IAB anuncia vencedores de concurso para projeto do Anexo da Biblioteca Nacional na Região Portuária nesta sexta-feira

Data: 12/11/2014

Departamento: IAB RJ

Os vencedores do Concurso Anexo da Biblioteca Nacional serão divulgados nesta sexta-feira, 14 de novembro, às 11h, na sede do Departamento Rio de Janeiro do Instituto de Arquitetos do Brasil (IAB-RJ), no Flamengo. Promovido pela Fundação Biblioteca Nacional (FBN) e pela Companhia de Desenvolvimento Urbano da Região do Porto do Rio de Janeiro (CDURP), com organização do IAB-RJ, a competição tem como objetivo selecionar o melhor projeto de arquitetura para o Anexo da Biblioteca Nacional, na Região Portuária do Rio.
 
Leia mais:
Concurso para prédio da Biblioteca Nacional tem abrangência nacional
Concurso selecionará projeto para prédio anexo da Biblioteca Nacional
“A Biblioteca Nacional e o IAB são expressões culturais estruturantes”
 

 
A competição registrou 66 inscrições de profissionais de todas as regiões do país e recebeu 38 trabalhos. As propostas passam por análise do júri composto pelos arquitetos Luiz Antônio Lopes Farias (RJ), Nivaldo Andrade (BA), Gilberto Belleza (SP), Ricardo Villar (RJ) e Sérgio Magalhães (RJ), que finalizará o trabalho no dia 12 de novembro.
 
O concurso vai distribuir R$ 135 mil em prêmios, sendo R$ 80 mil para o primeiro lugar, R$ 35 mil para o segundo lugar e R$ 20 mil para o terceiro lugar. A contratação do vencedor para o desenvolvimento dos projetos de arquitetura e complementares seguirá cronograma das entidades promotoras, observada a dotação orçamentária específica para a celebração do contrato.
 
Para a coordenadora da competição, Norma Taulois, a obra do edifício Anexo da Biblioteca Nacional representa significativo investimento na valorização da cultura do Rio de Janeiro e do país: “O Anexo da Biblioteca Nacional será um importante equipamento cultural para a cidade do Rio de Janeiro. Ao lado do Museu de Arte do Rio (MAR), Museu do Amanhã, Centro Cultural José Bonifácio e outros, incrementará o circuito cultural daquela região, além de contribuir para a revitalização da Região Portuária.”
 
O presidente da FBN, Renato Lessa, explica que o concurso nacional para escolha do projeto do edifício Anexo faz parte do plano de recuperação da Biblioteca, que passou muito tempo por um processo de deterioração física das suas condições materiais. “Esse é o inicio de um processo de recuperação arquitetônica e patrimonial da instituição, que passa por uma série de intervenções: na sede, através do PAC das Cidades Histórias e do BNDES; e no prédio anexo, a partir do concurso organizado pelo IAB”, afirmou Renato Lessa.
 
Para Alberto Silva, presidente da CDURP, o estabelecimento da Biblioteca Nacional no Porto Maravilha revela o vigor cultural do Rio de Janeiro:  “A abertura da frente marítima, com a demolição da Perimetral, a construção do Museu de Arte do Rio (MAR) e do Museu do Amanhã e a criação do Circuito Histórico e Arqueológico da Celebração da Herança Africana, além da Fábrica de Espetáculos, presente da Fundação Theatro Municipal, que ocupará o antigo armazém da Paranapanema Metais, criam uma extensão cultural que vai ganhando corpo e relevância a cada dia.”
 
Repositório legal de todo o patrimônio bibliográfico produzido em território nacional, o histórico Prédio Sede da Fundação Biblioteca Nacional, na Cinelândia, não tem mais capacidade física para abrigar seu crescente acervo. Com o prédio Anexo, a sede da Biblioteca Nacional abrigará adequadamente suas coleções com espaço para expansão. 

Leia também:
Casa Fluminense lança campanha para discutir segurança pública na Baixada
​Carreira de arquiteto pode ser considerada de Estado
Programa seleciona pesquisador na área de ciências humanas e sociais
 

Post sem comentários! Comentar o post