Foram 12 projetos premiados em quatro categorias.

A diretoria nacional do Instituto de Arquitetos do Brasil (IAB) divulgou oficialmente os ganhadores da Premiação IAB 2023. A primeira fase da premiação recebeu quase 500 propostas em todo o país. Destas, 111 selecionadas foram selecionadas para participar da etapa nacional. 

O diretor cultural do IAB, Pedro Rossi, ressalta que a premiação é uma importante representação social: “o Prêmio é um retrato da produção arquitetônica e da produção de cidades realizada nos últimos anos no Brasil. Então é muito importante porque ilustra e materializa essa produção contemporânea, tanto intelectual quanto projetual relacionada aos arquitetos e urbanistas do Brasil. 

Rossi também destaca a importância da iniciativa para a valorização do trabalho da categoria:  “essa premiação valoriza a produção dos arquitetos, valoriza a profissão, fazendo com que esse trabalho seja divulgado de maneira ampla e abrangente. Para as próximas edições, há previsão de que o número de categorias seja estudado, da mesma forma como a quantidade de vencedores e propostas premiadas também seja diferente”, completa.

Os resultados finais foram divulgados na última sexta-feira (23), após intenso trabalho coordenado pela Diretoria Nacional que apresentou os vencedores das quatro categorias. 

Na categoria Cultura Arquitetônica: 

A “Casa da Carnaúba de Várzea Queimada”, da Rosenbaum Arquitetura Design, vencedora na Etapa Estadual do IAB/CE:

O livro “Avenida Brasil, rodovia metropolitana: Por um estatuto contemporâneo do espaço infraestrutural“, de Pedro Barreto de Moraes, premiado na Etapa Estadual do IAB/RJ:

O livro “Arquitetura Brasileira do Século XX – Ensaios para uma História Outra“, de Ricardo de Souza Rocha, reconhecido na Etapa Estadual do IAB/RJ:

Na categoria Edificações e Projetos:

O projeto “Túnel do Tempo“, desenvolvido pela Tempo Arquitetos, reconhecido na Etapa Estadual do IAB/RS:

O “Centro de Referência das Quebradeiras de Babaçu“, do Estúdio Flume, reconhecido na Etapa Estadual do IAB/MA:

O “Terminal Intermodal Gentileza“, idealizado pela Prefeitura Municipal do Rio de Janeiro e desenvolvido pela RAF Arquitetura, que recebeu destaque na Etapa Estadual do IAB/RJ:

Na categoria Interiores e Design: 

O “Banco Parabolóide Hiperbólico“, concebido por Victor Puccini de Camillo, foi laureado com o prêmio na Etapa Estadual do IAB/MS:

O “Apartamento MG“, elaborado pelo escritório Miguel Pinto Guimarães Arquitetos Associados e reconhecido na Etapa Estadual do IAB/RJ:

o “Apartamento Green Park“, concebido pelo Coletivo de Arquitetos e laureado na Etapa Estadual do IAB/SE:

Na categoria Urbanismo, Planejamento e Cidades: 

O “Parque Pavuna“, situado na Zona Norte do Rio de Janeiro, elaborado pela Embyá Paisagens e Ecossistemas:

O projeto “Quando vamos começar o ontem: projeto urbano de vida articulada na Tapera“, elaborado por Rafael Magno de Moraes para a região da Tapera, em Florianópolis, SC:

Projeto “Guaicuri“, em São Paulo, SP, desenvolvido pela Casa Cidade Arquitetura e Urbanismo, vencedor na Etapa Estadual do IAB/SP:

Os projetos premiados serão indicados para o concurso da Bienal Panamericana de Arquitetura Quito.