​UIA2020RIO | Todos os mundos. Um só mundo. Arquitetura 21

Data: 07/03/2018

Departamento: Nacional

A missão da União Internacional de Arquitetos (UIA) esteve no Rio de Janeiros nos dias 2 e 3 de março para acompanhar de perto todos avanços na organização do 27º Congresso Mundial de Arquitetos. Recebidos pelo Instituto de Arquitetos do Brasil e demais órgãos apoiadores, o presidente da UIA, Thomas Vonier, o secretário geral e o tesoureiro da UIA, Serban Tiganas e Fabián Llisterri, respectivamente, além do presidente do UIA2017Seoul, o sul-coreano Jong Rhul Hahn conheceram a programação e alguns dos espaços selecionados para receber os milhares de arquitetos aguardados para o evento.

“Foram dois dias de intensa programação para que a missão estivesse completamente inteirada da organização do UIA2020RIO. O grupo está completamente seguro de que o congresso que propõe discutir a arquitetura do século 21 não pode ocorrer em um centro de convenções fechado e distante da cidade. Nossa opção é realizar o UIA2020RIO no Centro do Rio, mais especificamente no Aterro do Flamengo, aproveitando a bela arquitetura da cidade, mostrando todos os desafios enfrentados pela população e reverenciando as suas tão cantadas belezas naturais”, explica Nivaldo Andrade, presidente nacional do Instituto de Arquitetos do Brasil - IAB.

Com o tema “Todos os mundos. Um só mundo. Arquitetura 21”, o evento ocorrerá na cidade do Rio de Janeiro em julho de 2020 e a expectativa é de que participem entre 15 mil e 20 mil profissionais de todo o mundo.

As atividades do UIA2020RIO ocorrerão em espaços como Marina da Glória e o Museu de Arte Moderna (MAM), com atividades também em outros locais do Centro do Rio. Com uma área coberta de 4.868m² e uma esplanada externa com 14.274m², a marina concentrará a maioria das palestras, conferências e mesas-redondas. Exposições que dialogarão diretamente com o congresso serão instaladas no MAM, que também deverá sediar debates e apresentações. Há também intervenções sendo pensadas para espaços do centro da cidade, como o Boulevard Olímpico e o Porto Maravilha.

(Foto: Ricardo Lopes)
 

Post sem comentários! Comentar o post