São Paulo é eleita sede da Bienal Ibero-americana de Arquitetura de 2016

Data: 18/03/2015

Departamento: IAB SP

Após vitória da candidatura brasileira para receber o Congresso Mundial da União Internacional dos Arquitetos (UIA), em agosto do ano passado, o país voltou a ganhar outra disputa para sediar um evento internacional de arquitetura: a Bienal Ibero-americana de Arquitetura e Urbanismo (BIAU) de 2016, que será realizada em São Paulo. A novidade foi divulgada no site da BIAU na segunda-feira, 16 de março.
 
Para a BIAU ser realizada pela primeira vez no Brasil, São Paulo desbancou a proposta da cidade de Porto, em Portugal. No comunicado publicado pelos organizadores do evento, São Paulo e Porto apresentaram candidaturas sólidas, com abordagem e recursos excepcionais, sobretudo com gana para se tornarem sede da décima edição do evento.
 
Na avaliação do professor da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da USP e organizador da representação brasileira na BIAU de 2014, em Rosário, na Argentina, Álvaro Puntoni, o fato do Brasil sediar o Congresso Mundial da UIA, em 2020, pesou na hora do Conselho Reitor da Bienal escolher o próximo destino da Bienal.
 
“Uma das questões bonitas desse processo é a realização de dois importantes eventos internacionais de arquitetura no Brasil. A BIAU de 2016, em São Paulo, e o Congresso da UIA, em 2020, no Rio”, afirmou Puntoni.
 
Segundo Puntoni, o IAB-SP e a Prefeitura de São Paulo vão formar um comitê organizador para organizar a Bienal, que vai acontecer em dois anos:
 
“Uma comissão espanhola virá ao Brasil para iniciar as tratativas da BIAU de 2016. Um dos assuntos a ser discutido é o local do evento. A Bienal dura, em média, uma semana. A programação inclui palestras, exposições e o anúncio do resultado de uma premiação voltada para a valorização da profissão e do pensamento arquitetônico.”
 
Curadores
 
O Conselho Reitor da Bienal convidou os arquitetos Ángela García de Paredes e Ignacio García Pedrosa para assumirem a curadoria da BIAU de 2016. A dupla lidera o escritório Paredes Pedrosa Arquitectos desde 1990, com reconhecida experiência na área curatorial.
 
Essa será a segunda vez que a BIAU acontecerá em território lusófono. A primeira vez foi em Lisboa, em 2008.  O evento é promovido pelo Ministério de Fomento do Governo da Espanha, juntamente com o Conselho Superior de Arquitetos da Espanha.

Post sem comentários! Comentar o post