Roberto Simon assumirá vice-presidência da UIA

Data: 13/07/2017

Departamento: Nacional

O arquiteto Roberto Simon será o próximo vice-presidente da União Internacional dos Arquitetos (UIA) para as Américas. A indicação do brasileiro, representeante do IAB, teve apoio unânime dos candidatos ao Conselho da UIA para o continente americano e da atual diretoria da entidade. Simon assumirá o cargo no lugar do costa-riquenho Carlos Alvarez na Assembleia Geral que ocorrerá em Seul, Coreia do Sul, de 8 a 10 de setembro. A reunião ocorrerá logo após o 26º Congresso Mundial de Arquitetos. A escolha das vice-presidências dos demais continentes ocorrerá através de processo eleitoral por apresentar mais de um candidato por vaga.
 
Apesar de já ter participado do Conselho da UIA e de várias comissões da entidade internacional de arquitetos, Simon diz que a nova responsabilidade é cercada de alegria e de preocupação. Ele cita como desafios para os próximos anos a realização do 27º Congresso Mundial de Arquitetos, que ocorrerá no Rio de Janeiro em 2020; a luta pela redução da emissão de gases de efeitos estufa das construções; e o apoio às seções nacionais em suas relações com os governos.
 
"A união é o paradigma dos novos tempos. Esse tem sido meu lema durante os quase 20 anos que venho trabalhando pela organização da profissão dentro e fora do país. Nessa tarefa, sempre fui bem ladeado pelos companheiros dessa já longa jornada. Um aprendizado que veio de muitos, como Miguel Pereira, Carlos Fayet, Fabio Penteado (falecidos), assim como Haroldo Pinheiro, Gilson Paranhos, Jaime Lerner, Gilberto Belleza, Antônio Carlos Campelo Costa, Anderson Fioreti, Silvia Lenzi, João Edmundo Bohn, e mais recentemente Sérgio Magalhães. Dentre outros amigos e conselheiros durante todos esses anos”, afirmou Simon.
 
A UIA é a maior entidade de arquitetura do mundo. Atualmente, reúne as seções internacionais e as federações de arquitetos de 124 países, dos cinco continentes, representando cerca de 1.850.000 profissionais. É ainda órgão consultivo da UNESCO para assuntos relativos ao habitat e à qualidade do espaço construído.
 
 

Post sem comentários! Comentar o post