Paula Otto e equipe vencem concurso de interiores do CAU/RS

Data: 29/09/2016

Departamento: IAB RS

​O projeto dos arquitetos Paula Zielinski Otto, Eduardo L. R. Maurmann, Elen B. N. Maurmann, Marjory Bertoldo e Yuri Kokunbu, do escritório gaúcho ARQUITETURA NACIONAL LTDA, venceu o Concurso de Arquitetura de Interiores Espaço do Arquiteto do CAU/RS. O resultado foi anunciado na noite de quarta-feira, 28 de setembro, em cerimônia no Solar do IAB-RS. Ao todo, 37 propostas de nove estados brasileiros participaram da competição. O concurso foi promovido pelo CAU/RS, com organização do IAB-RS.
 
As propostas dos arquitetos Thiago Barbosa de Campos, da Linha2 Arquitetura LTDA, e Estevan Barin, da EArquitetos, ficaram em segundo e terceiro lugar, respectivamente. Completam a lista de classificados Felipe de Souza Lima Pacheco, da Felipe Pacheco Arquitetura LTDA, que ficou em quarto lugar, e Rodrigo Spinelli, da Projet Arquitetura, em quinto. A comissão julgadora concedeu também menção honrosa ao projeto de Jean Grivot Avancini, do escritório Hype Studio Arquitetura e Urbanismo.
 
Além do prêmio de R$ 20 mil, Paula Otto e equipe têm assegurado o direito de contratação para a elaboração do projeto executivo de arquitetura de interiores e complementares para o Espaço do Arquiteto – CAU/RS. Ao todo, foram distribuídos R$ 40 mil entre os cinco finalistas.
 
Na cerimônia de premiação, o presidente do IAB-RS, Tiago Holzmann parabenizou os participantes, em especial os membros da equipe vencedora, e destacou as vantagens do concurso público para contratação de projetos de arquitetura e urbanismo. “O concurso, modalidade de licitação prevista na Lei 8.666/93, apresenta duas vantagens fundamentais: define claramente o seu objeto e estabelece o valor a ser investido para o desenvolvimento do trabalho”, afirmou Holzmann.
 
O presidente do IAB-RS também desconstruiu a ideia de que a contratação de projetos de arquitetura via concurso público retarda a licitação da obra: “Da assinatura do contrato até o dia de hoje, quando são anunciados os vencedores da competição, decorreram apenas três meses.”
 
Sobre a proposta vencedora
 
O projeto propõe um núcleo construído em brises de madeira que, além de exercer papel limitador do espaço e dar independência, molda-se em funções diferentes na sua face externa: ora são apenas divisórias e portas, ora viram um grande banco na área de espera, ora uma bancada para os computadores de acesso rápido. O núcleo também possui altura limitada. “Ao não encostar no teto, a continuidade visual é mantida em todo o espaço, deixando o grande forro sinuoso visível de todos os pontos da sala”, explicou Paula Otto no memorial descritivo da proposta.
 
Outra premissa importante do projeto foi a de criar um espaço passível de ser controlado, porém não burocrático, e bastante permeável quando necessário. No dia a dia, temos o núcleo monitorado: o usuário tem acesso apenas às salas onde lhe é permitido, enquanto a equipe do CAU/RS circula livremente dentro desse núcleo central. No entanto, em dias de evento, o núcleo pode ser totalmente aberto, aumentando a área de exposições e permitindo livre acesso em todas as salas.
 
O resultado completo, com a lista de todos os premiados, está disponível no site oficial da competição: http://concursos.arqs.com.br/concursocaurs/resultado/.
 

Galeria de imagens

Post sem comentários! Comentar o post