Instituto de Arquitetos conclui parecer sobre binário

Data: 24/04/2014

Departamento: IAB CE

O projeto de implantação de um binário nas avenidas Santos Dumont e Dom Luís, previsto pelo Plano de Ações, Imediatas de Transporte e Trânsito (Paitt) de Fortaleza, apresenta “questões mal resolvidas” que podem agravar os problemas urbanos da Capital. A conclusão é do Instituto de Arquitetos do Brasil no Ceará (IAB-CE), que finalizou o seu parecer técnico sobre a intervenção proposta pelo executivo municipal.

O documento, que contém levantamentos e discussões sobre a implantação do binário, deverá ser divulgado esta semana durante o XX Congresso Brasileiro de Arquitetos. Intenção, segundo o órgão, é que o parecer seja apresentado à sociedade e encaminhado à Prefeitura antes que o projeto de remodelação da Praça Portugal, que propõe a criação de um cruzamento e quatro novas praças no lugar do equipamento, seja discutido pela Câmara Municipal de Fortaleza.

“O documento do IAB-CE não vai na linha do certo ou errado. Ele levanta as questões que precedem o problema e apontam pros desdobramentos da proposta da Prefeitura. O que a gente identificou é que tanto as questões que precedem o binário e a retirada da praça como as consequências estão mal resolvidas”, explicou o vice-presidente do IAB Nordeste, Odilo Almeida.

Entre as questões levantadas pelo órgão, estão o impacto da criação de um corredor exclusivo e o aumento da circulação de linhas de ônibus sobre o comércio da Dom Luís, o aumento do fluxo de veículos na rua Tibúrcio Cavalcante e a integração entre a Linha Leste do Metrô de Fortaleza (Metrofor) e o binário.

“Ali (Santos Dumont) você vai ter um metrô e, em cima, um sistema de ônibus. Como esse pessoal vai subir e pegar os ônibus? A engenharia diz que você faz binários no sentido perpendicular à linha de metrô, assim eles servem com alimentador”, destaca o presidente do IAB-CE, Custódio Santos.

Segundo o arquiteto, as discussões sobre a implantação do binário devem ir além da polêmica em torno da Praça Portugal. “O que está se fazendo com o projeto é uma miopia. Destruir o patrimônio histórico é um dos problemas, mas existem outros mais sérios. Queremos ampliar o debate”, diz. 

Prefeitura

A Prefeitura, por meio de assessoria de imprensa, informou que “está aberta à toda forma de participação de todos os setores da sociedade no debate”. De acordo com o órgão, a decisão de implantação do binário nas duas avenidas ocorreu após a elaboração de um diagnóstico e a análise de opções alternativas. 

A conclusão da intervenção, conforme a gestão municipal, continua prevista para o dia 31 de maio. Os próximos passos, segundo o órgão, serão o transplantio das árvores e a frenagem do asfalto.

Serviço

Quando:
até amanhã, 25
Onde: Centro de Eventos do Ceará (Avenida Washington Soares, 1117, Edson Queiroz).
Outras informações: Preços, programação e nomes dos palestrantes convidados podem ser acessados no site www.xxcba.com.br
E-mail: contato@xxcba.com.br

 


Para entender
  • 7/3. Prefeitura anuncia o Paitt, no qual está inserido o binário na Aldeota e a remodelação da Praça Portugal. 
  • 10/3. Prefeitura dá início à retirada do canteiro central da Dom Luís. No mesmo dia, a Justiça concedeu uma liminar proibindo o início da intervenção na Praça Portugal até que o projeto fosse enviado à Câmara Municipal. 
  • 20/3. Ministério Público ajuiza ação civil pública contra o Paitt. 
  • 3/4. Prefeitura obtém licença ambiental que autoriza o transplantio das 202 árvores dos canteiros centrais da Dom Luís e da Santos Dumont. Na mesma semana, Prefeitura e Ministério Público entram em acordo, com assinatura de Termo de Ajustamento de Conduta (TAC).
Texto escrito por Liana Costa, para o jornal O Povo Online, publicado em http://migre.me/iUwgp
Crédito da Imagem: Divulgação

Post sem comentários! Comentar o post