IAB-RS lança edital de artes visuais da Galeria Espaço

Data: 10/03/2017

Departamento: IAB RS

Artistas e coletivos interessados em expor trabalhos na Galeria Espaço IAB, em Porto Alegre, têm até o dia 24 deste mês para se inscrever na seleção de artes visuais do IAB-RS. O edital, publicado na segunda-feira, 6 de março, está disponível na página do Departamento (clique aqui). O período de exposição é de junho de 2017 a janeiro de 2018.
 
As propostas poderão ser inscritas em quaisquer categorias de produção, como pintura, fotografia, esculturas e outras manifestações de arte contemporânea. As obras selecionadas serão apenas aceitas em boas condições de exposição, cabendo ao artista ou coletivo a responsabilidade sobre elas, assim como as despesas referentes à remessa e devolução (embalagens), e seguro das obras (se houver interesse).
 
A galeria possuí quatro espaços expositivos: Sala Negra, com piso em mdf na cor preto, sem forro, com vigas metálicas vermelhas aparentes e esquadrias em madeira na cor branco; Anexo Sala Negra, com piso em mdf na cor cinza e paredes brancas; Sala do Arco, com piso e forro em madeira de cor clara e paredes cor marfim; e áreas externas na circulação, área de acesso ao Solar, com acesso por escadas junto a Rua General Canabarro e áreas de circulação vertical.
 
As propostas serão avaliadas na última semana de março. A seleção ficará a cargo de uma comissão composta por um membro da diretoria do IAB-RS e três convidados externos. A divulgação das exposições selecionadas será feita após concluída as avaliações, no site do IAB-RS. O portfólio das exposições escolhidas fará parte do acervo do Departamento.
 
A Galeria de Arte do Instituto de Arquitetos do Brasil foi fundada em abril de 1966, durante a gestão de Cláudio Araújo. Funcionava na sobreloja da antiga sede do Instituto de Arquitetos do Brasil, na rua Annes Dias, em frente à Praça Dom Feliciano, em Porto Alegre. No dia da inauguração contou com a exposição de pinturas, esculturas e trabalhos de arquitetura de Flávio de Carvalho. Durante a segunda metade da década de 60, a galeria teve como um dos seus primeiros diretores artísticos o escultor Xico Stockinger. Posteriormente, entre o final da década de 60 e início de 70, trabalharam na curadoria nomes como Gilberto Morás Marques (final dos anos 60) e Naida Gomes (1973).
 
Na segunda metade da década de 70, sob a direção artística de Renato Rosa, o espaço abrigava artistas plásticos de várias regiões do país, como Alfredo Volpi, Emanoel Araújo, Octávio Araújo, Caulos, Rebolo, Farnese de Andrade, Antônio Maia, Glauco Rodrigues, Carlos Bastos, Pietrina Checcacci, Zaragoza, Iaponi Araújo e Paulo Roberto Leal.
 
Expuseram ainda, em diferentes gestões, artistas consagrados como Danúbio Gonçalves, Tadeuz Lapinski. Ado Malagoli, Maria Bonomi, Di Cavalcanti, Wesley Duke Lee, Décio Pignatari, Manabu Mabe, Sônia Ebling, Henrique Fuhro, Magliani, Inah Fantoni, Plínio Bernhardt, Pasquetti, Tenius, Joyce Schleiniger, Ilsa Monteiro, Roth, Nelson Jungbluth, Léo Dexheimer, Regina Silveira, Leonid Streliaev, entre vários outros artistas atuantes na cena cultural da cidade, principalmente durante o período do Regime Militar.

Post sem comentários! Comentar o post