IAB-RJ, Academia e governo se unem para debater a metrópole

Data: 24/01/2017

Departamento: IAB RJ

O IAB-RJ, as escolas de Arquitetura e Urbanismo do Rio de Janeiro e o Governo do Estado do Rio de Janeiro, através da Câmara Metropolitana, uniram-se para discutir o futuro das 21 cidades que compõem a Região Metropolitana do Rio. A iniciativa visa a refletir, criticamente, os condicionantes naturais, históricos e humanos do território capazes de construir uma identidade metropolitana.
 
A proposta é que, ao longo do primeiro semestre de 2017, as escolas de Arquitetura e Urbanismo promovam matérias eletivas sobre a Metrópole do Rio. Os estudos gerados serão apresentados em mostra no I Encontro Internacional Preparatório para o UIA2020RIO, que será realizado no Rio de Janeiro em agosto deste ano. A partir de um convênio, o Governo do Rio disponibilizará informações sobre a metrópole, tais como imagens aéreas atualizadas, carta de apresentação para possível intervenção junto às prefeituras ou comunidades e dados que subsidiam os trabalhos do consórcio Quanta-Lerner na elaboração do Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano Integrado da Região Metropolitana do Rio de Janeiro (PDUI-RMRJ).
 
Para o presidente do IAB-RJ, Pedro da Luz Moreira, o espaço da cidade metropolitana do Rio é desequilibrado, com profunda desigualdade, que apresenta diferenciados níveis de acesso às infraestruturas urbanas e inviabiliza qualquer construção de uma identidade metropolitana efetiva. “A ação articulada pelo IAB pretende refletir sobre essa situação, pensando propostas capazes de formular uma maior integração simbólica da população e construir uma identidade comum da imensa população de 12 milhões de habitantes”, justificou.
 
A Escola de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Federal Fluminense (EAU-UFF) já lançou, em sua grade, a disciplina “Planos e projetos de impacto metropolitano no Rio de Janeiro”. A matéria está estruturada em quatro etapas ao longo do primeiro semestre.

Post sem comentários! Comentar o post