IAB apoia programa de intercâmbio em assistência técnica

Data: 19/06/2017

Departamento: Nacional

O presidente do Instituto de Arquitetos do Brasil (IAB), Sérgio Magalhães, e o presidente do Conselho Internacional de Arquitetos de Língua Portuguesa (CIALP), assinaram nesta segunda-feira, 19 de junho, acordo de cooperação em apoio ao programa de assistência técnica em arquitetura e urbanismo, regularização e projetos em áreas urbanas de interesse social da Companhia de Desenvolvimento Habitacional do Distrito Federal (Codhab-DF).
 
Inspirado na lei brasileira 1.888/2008, que assegura às famílias de baixa renda assistência técnica pública e gratuita para o projeto e a construção de habitação de interesse social, o programa visa a oferecer aos arquitetos, principalmente aos recém-formados, a oportunidade de trabalhar com profissionais com experiências e vivenciar o cotidiano e atividades desenvolvidas no Distrito Federal.
 
“O programa possibilita a todos os arquitetos do mundo CIALP, que se encontrem formalmente inscritos nas organizações membros deste conselho internacional, a oportunidade de participarem voluntariamente no programa de assistência técnica em habitação de interesse social. É uma ação inovadora, sustentável e culturalmente ousada e transformadora”, explicou Rui Leão.
 
Na avaliação do presidente do IAB, o programa de assistência técnica em arquitetura e urbanismo em áreas urbanas de interesse social demonstra a capacidade da arquitetura e urbanismo de intervir positivamente no território. “Através de projetos completos de qualidade, planejamento e vontade política, é possível requalificar áreas urbanas, aumentar a autoestima e a qualidade de vida da população”, afirmou Sérgio Magalhães.
 
Em junho de 2016, a Codhab-DF e o CIALP assinaram convênio para que arquitetos de Portugal, Angola, Moçambique, Cabo Verde, Guiné-Bissau, S. Tomé e Príncipe, Timor Leste e Macau, além do Brasil, possam atuar como voluntários nos dez postos de assistência técnica para habitação de interesse social mantidos pela Codhab, sob coordenação de arquitetos e urbanistas funcionários do governo do Distrito Federal. De acordo com o documento, o CIALP deverá custear a ida dos voluntários a Brasília. Para isso, a entidade internacional está em contato com empresas estatais de gestão urbana e universidades.
 
A Codhab-DF tem atuado fortemente junto às áreas mais carentes do DF, com três tipos de ações principais: assistência técnica gratuita para reforma e construção de residências; mutirões comunitários para implementação de melhorias no espaço público; e realização de concursos públicos de arquitetura para a construção de equipamentos de saúde e educação.

Post sem comentários! Comentar o post

Comentários (01)

Excelente iniciativa esta iniciativa. Cresce novamente a opção, por falta de opção, por autoconstrução. E a necessidade tanto de orientação técnica durante a construção é grande vide a baixa qualificação dos profissionais, como a necessidade de melhorias habitacionais, pois a baixa qualidade do produto faz com que deteriore com mais rapidez.

responda esse comentário>>