Concurso escolherá marca do Congresso Mundial de Arquitetos UIA 2020 RIO

Data: 06/01/2016

Departamento: Nacional

Estão abertas as inscrições para o concurso que escolherá a marca do 27º Congresso Mundial da União Internacional dos Arquitetos (UIA), maior evento da arquitetura mundial, que será realizado pela primeira vez no Brasil, na cidade do Rio de Janeiro, em 2020.  O prazo de inscrição se encerra em 29 de janeiro. A entrega das propostas é até o dia 18 de fevereiro.

Promovido pelo Instituto de Arquitetos do Brasil (IAB), com organização do IAB-RJ e apoio do CAU/RJ, a competição é aberta a arquitetos e designers e visa a escolher um projeto de identidade visual para o encontro, que reunirá cerca de 15 mil arquitetos de todo o mundo.
 
Clique no link a seguir para acessar o host site do concurso e baixar as bases da competição: http://concursouia2020rio.iabrj.org.br
 
De acordo com o Termo de Referência da competição, documento dos parâmetros do concurso, a criação da marca deve considerar a cidade do Rio de Janeiro, o tema do evento e a especificidade do congresso. O coordenador do Concurso UIA 2020 RIO, Claudio Taulois, explica que a proposta da identidade visual tem que destacar os aspectos institucional e cultural do congresso. “Através dessa imagem, os profissionais deverão entender o evento como um fórum onde poderão, além de se confraternizar com seus pares de todo o mundo, informar-se e se atualizar com os temas que refletem o estado da arte do seu campo de atuação”, afirmou Taulois.
 
O Congresso Mundial de Arquitetos RIO 2020 será o maior evento da capital carioca pós-Jogos Olímpicos. Com o tema “Todos os mundos. Um só mundo. Arquitetura 21”, o encontro propõe discutir a realidade urbana do mundo contemporâneo, onde se expressam a diversidade e a multiplicidade das formas urbanas e dos modos de produção das cidades.
 
Para o presidente do IAB, Sérgio Magalhães, as ações de planejamento, de projeto e de construção interessam a todos esses mundos e sobre cada um têm repercussão. “A noção de finitude do planejamento nos impõe novos desafios na busca da preservação e da sustentabilidade, não apenas das condições ambientais, mas também das condições culturais, na diversidade e na multiplicidade.  Todos vivemos uma mesma era. Um só mundo”, afirmou. 
 
Com 200 milhões de habitantes, 175 milhões de urbanos, 20 metrópoles, duas megacidades, o Brasil apresenta arquiteturas-cidades que, de certo modo, ilustram as inúmeras possibilidades da arquitetura do século 21: arquiteturas da pobreza e do dinamismo das favelas; dos ricos e pobres enclaves; do espaço público da interação e do espaço do monofuncionalismo.
 
O 27º Congresso Mundial RIO 2020 tem o apoio do Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Brasil (CAU/BR), do Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Rio de Janeiro (CAU/RJ), da Federação Nacional de Arquitetos e Urbanistas (FNA), da Associação Brasileira de Arquitetos Paisagistas (ABAP), da Associação Brasileira de Escritórios de Arquitetura (AsBEA), da Associação Brasileira de Ensino de Arquitetura e Urbanismo (ABEA), da Associação Nacional de Pesquisa e Pós-graduação em Arquitetura e Urbanismo (ANPARQ), do Conselho Internacional dos Arquitectos de Língua Portuguesa (CIALP) e da Federação Pan-Americana de Associações de Arquitetos (FPAA).

 

Post sem comentários! Comentar o post