CNI: 22% dos usuários de ônibus levam mais de duas horas para chegar no destino

Data: 16/11/2015

Departamento: Nacional

A pesquisa Retratos da Sociedade Brasileira: mobilidade urbana, divulgada em setembro pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), mostra piora na avaliação do transporte público entre os anos de 2011 e 2014. Um dos motivos da insatisfação é o tempo gasto no trânsito. De acordo com o estudo, os usuários de ônibus são os que mais sofrem. Neste grupo, metade gasta uma hora ou mais em deslocamentos diários, sendo que 22% deles levam mais que duas horas.
 
A pesquisa aponta ainda que um quarto da população brasileira adota o ônibus como principal meio de locomoção. O segundo meio mais usado é andar a pé, hábito de 22% da população. O automóvel é o meio mais usado por 19% da população. Outro dado apresentado é que 31% da população nacional gastou mais de uma hora por dia, em diferentes modais de transporte, no deslocamento cotidiano, como casa e trabalho. Resultado, o percentual de brasileiros que considera o transporte público como ruim ou péssimo passou de 28%, em 2011, para 36%, em 2014.
 
A piora da avaliação do transporte público foi mais significativa na Região Sudeste. Em 2011, 41% da população consideravam o transporte público como ótimo ou bom. O valor caiu para 21% quatro anos depois. Os brasileiros das regiões Norte e Centro-oeste são os que mais consideram o transporte público como ruim ou péssimo: 51% da população.
 
Para a secretária geral do IAB, Fabiana Izaga, os problemas de mobilidade urbana – infraestrutura de transporte, equipamento de transporte e serviço de transporte – não têm a atenção necessária, principalmente nas cidades com mais de 100 mil habitantes.
 
“Não há entes públicos de planejamento acima dos vários operadores de transporte ações integradas. O serviço por ônibus não consegue dar conta de responder à altura as demandas das populações urbanas”, avalia Fabiana.
 
Clique aqui para fazer o download da pesquisa Retratos da Sociedade Brasileira: mobilidade urbana

Post sem comentários! Comentar o post

Comentários (01)

O link do pdf não está funcionando.

responda esse comentário>>