"Brasil está pior do que estava em 2007", diz pesquisador

Data: 25/04/2014

Departamento: IAB CE

A menos de 50 dias para o início do Mundial, a Copa do Mundo ainda não trouxe nenhum legado positivo para o País. A afirmação é de Leon Myssior, vice-presidente de Arquitetura do Sindicato das Empresas de Arquitetura e Engenharia Consultiva (Sinaenco), instituição que, desde 2007 acompanha a preparação do Brasil para o Mundial.

Para o Myssior, que ministrou uma palestra sobre o tema durante o XX Congresso Brasileiro de Arquitetos (CBA), “o Brasil está pior do que estava em 2007”. “Muita gente imaginou um Brasil que em 2014 ia ter subido vários degraus em termos de infraestrutura. Então você pagou o mais caro e escolheu as piores opções de obras para atender ao prazo da Copa. E o legado que a gente vai ter em 2014 é patético”, afirma o pesquisador.

Segundo o diretor do Portal 2014 e um dos autores do relatório Vitrine ou Vidraça - Desafios do Brasil para a Copa de 2014, Rodrigo Prada, a falta de planejamento e a desorganização são os principais motivos para as mudanças e atrasos em obras previstas na Matriz de Responsabilidade.

“O fato dessas obras não estarem prontas não prejudica o Mundial. O que prejudica é o contratempo causado pelos canteiros. As obras não eram essenciais para a Copa, mas eram essenciais para estarem prontas durante a Copa”, diz.

Publicado originalmente no jornal O Povo Online, leia em http://migre.me/iVlli
Créditos da Imagem: Thomás/Wikimedia Commons

Post sem comentários! Comentar o post